INFORMAÇÕES SOBRE GRADUAÇÃO

Contato: graduacao@fm.usp.br
Site: http://www2.fm.usp.br/graduacao/
Acesso ao sistema FMUSP/Interdisciplinares: http://digital.fm.usp.br/graduacao-novo/
Acesso ao Sistema Júpiter/USP: https://uspdigital.usp.br/jupiterweb/

 

A Disciplina de TCCE tem uma inserção no ensino cirúrgico do curso médico:

Disciplina Optativa: MCG0666Metodização Cirúrgica

Iniciar o aluno nas atividades cirúrgicas, fornecendo as noções de ambiente cirúrgico, preparo do paciente, prevenção das infecções e conhecimento do instrumental cirúrgico, dinâmica do Centro Cirúrgico e Operações Fundamentais (diérese, hemostasia e síntese) Preparo das mesas de cirurgia e conhecimento da metodização cirúrgica. Instrumentação e ato operatório.

Todo o programa do curso como o próprio nome tem como objetivo a introdução do aluno dos primeiros semestres no ambiente cirúrgico. Nenhum animal de experimento é utilizado neste curso.

Carga horária: 30 horas

Curso: anual

Disciplina Optativa: MCG0659 – Aprimoramento do Aprendizado em Técnica Cirúrgica

Tem como objetivo o conhecimento das técnicas cirúrgicas mais comuns; Iniciação no conhecimento das técnicas de cirurgia vídeo-assistida; nesse curso como o próprio nome revela há uma progressão do conhecimento cirúrgico com a incorporação das habilidades ministradas anteriormente. Para isto são utilizados materiais ex vivo e modelos animais de experimento em quarenta por cento da carga horária, devido à proposta que é de aprimorar o conhecimento das técnicas cirúrgicas mais comuns e iniciação no conhecimento das técnicas de cirurgia vídeo-assistida com o objetivo de preparar o aluno para exercer a função de monitor nos cursos de técnica cirúrgica do terceiro ano médico.

Carga horária: 75 horas

Curso: semestral

MCG0516 – Prática em Técnica Cirúrgica

Esta Disciplina é ministrada pelos Professores Doutores José Pinhata Otoch, Luis Marcelo Inaco Cirino, Paulo Roberto Bueno Pereira e Paulo Schmidt Goffi Junior e Dra. Linda Maximiano Ferreira, sendo o Prof. Dr. José Pinhata Otoch, responsável por essa Disciplina. Este estágio serve para consolidar, complementar os conceitos desenvolvidos da Disciplina de Técnica Cirúrgica e tem como objetivo a revisão e fixação dos conhecimentos, com ênfase na prática, dos principais aspectos da técnica cirúrgica de interesse para a formação do médico geral, utilizando exercícios práticos em modelos experimentais biológicos e em simuladores. O curso é desenvolvido em quatro diferentes ambientes educacionais. O primeiro realizado em modelos ex-vivos que tem o objetivo de ensinar aos alunos habilidades essenciais para a realização de suturas. O segundo é de fixação de conhecimentos anatômicos importantes para a prática clínica de acessos vasculares, realizado através das dissecções anatômicas. O terceiro é realizado em animais de experimento e compreende a aquisição de habilidades mínimas necessárias aos médicos para realizarem procedimentos básicos em situações de urgência e emergência. O quarto para treinamento de vídeo-cirurgia em simuladores.

Carga horária: 30 horas

Curso: anual

DISCIPLINAS INTERDEPARTAMENTAIS DA FACULDADE DE MEDICINA


UC24 – Técnica Cirúrgica (MSP4241)

A Disciplina Técnica Cirúrgica e Cirurgia Experimental é disciplina inicial do currículo médico dedicada a introduzir ao aluno de Medicina os primeiros conceitos relacionados à prática e técnica cirúrgica, conceitos fundamentais que todo estudante de medicina deve aprender, sedimentar e praticar e que é inerente à formação médica. Disciplina ministrada no quarto ano do curso médico, trabalha junto aos estudantes as chamadas manobras fundamentais em cirurgia, ou seja, a 1.diérese, 2.hemostasia e 3.síntese. Além dessas manobras se repetirem sucessivamente em qualquer procedimento cirúrgico de maior ou menor complexidade, existem por si só na medida em que estão presentes em uma simples sutura de um ferimento cortante de pele, prática já necessária a partir do internato médico e habilitação fundamental a qualquer médico independentemente de sua área de atividade. A disciplina é eminentemente prática, baseada no “hands on”  por parte dos estudantes com supervisão dos professores. Para que a disciplina atinja seus objetivos, há a necessidade de o binômio ensino – aprendizado estarem inseridos em uma sequência lógica e sucessiva de ganho de habilidade por parte do aluno, como se fossem etapas ou peças de um todo, o que se tem conseguido ao longo desses anos com atividades semanais contínuas, intensas e focadas, repetidas e supervisionadas, com duração de 10 a 12 semanas consecutivas. Além desse objetivo mais evidente, a disciplina trabalha outros de suma importância como o desenvolvimento do trabalho em equipe e conceitos de assepsia e antissepsia na prática médica. Poderíamos também acrescentar como objetivos ocultos ou afetivos o despertar no estudante de sua vocação cirúrgica, pois a disciplina desenvolve e explora seu caráter lúdico de “fazer-confeccionar-modificar” na medida em que os estudantes ao praticar em modelos alteram a realidade para “fiz-confeccionei-modifiquei”.

Disciplina: MSP4211 – Discussão Integrada de Casos I

Discussão de casos clínicos baseado nas grandes insuficiências, inflamação/reparação de sistemas e órgãos, sinalização celular e distúrbios metabólicos e neuroendócrinos. Focos no desenvolvimento de competências dos aspectos técnicos médicos das unidades curriculares do básico e clínico e no paciente e seu meio (aspectos éticos, sociais, culturais, estrutura familiar, sexualidade, integração do sistema de saúde, meio ambiente, humanidades, profilaxia, comunicação, entre outros). Integração com UC 0: relação paciente/médico, qualidade de vida, vacinação, violência e assédio, álcool e drogas, saúde mental, terminalidade, comunicação, promoção da saúde, meio ambiente e a saúde, cuidado e a humanização no atendimento, epidemiologia da saúde). Integração com UC2: bases da biologia da célula eucarionte, anatomia em relação à definição dos planos anatômicos, e sua relação com as imagens, da estrutura e ultraestrutura celular e a relação desta com as funções celulares; bases moleculares fundamentais para as funções celulares. Função celular para o funcionamento dos tecidos, órgãos e sistemas. Desenvolvimento embrionário e fisiologia e patologia geral.
Integração com UC3: patologia geral, radiologia e sua relação com a anatomia fisiologia e fisiopatologia, microbiologia, parasitologia, genética, oncologia, oncogenética.
Integração com UC4: comunicação, princípios e diretrizes do SUS; formas de participação social;

Conceitos e estratégias da Atenção Primária no mundo e, sobretudo no Brasil; bases teóricas do processo saúde-doença-cuidado; o Cuidado nas ações de atenção à saúde de indivíduos e grupos humanos; historicidade das práticas de saúde; bases sociais e culturais do adoecimento e do cuidado; vigilância a saúde; trabalho Inter profissional, sexualidade, bioética).

Integração com UC 8 Digestório: Anatomia, Bioquímica, Fisiologia, Histologia, Imunologia, Microbiologia, Parasitologia, Semiologia, Fisiopatologia, Patologia, Clínica Média, Pediatria Cirurgia, Farmacologia). Integração com UC 10 Locomotor: e Locomotor UC 10 (Anatomia, Bioquímica, Fisiologia, Histologia, Imunologia, Microbiologia, Parasitologia, Semiologia, Fisiopatologia, Patologia, Pediatria, Clínica Médica, Cirurgia, Farmacologia, Fisiatria. Integração com Bioquímica: ciclos metabólicos celulares, proteínas primárias, secundarias e terciárias, enzimas, hormônios, receptores membranas, decodificação DNA, ação do RNA, cininas celulares.

Carga horária: 90 horas

Curso: anual

Disciplina: MSP4212 – Discussão Integrada de Caso II

Discussão de casos clínicos reais do processo saúde-doença dos sistemas Locomotor, Endócrino-metabólico, Reprodutor, Respiratório, Cardiovascular, Genética/Oncologia, Digestório, Processo Saúde Doença, Ciclos da Vida, Terapêutica, Reabilitação

Focos no desenvolvimento de competências dos aspectos técnicos médicos das unidades curriculares do básico e clínico e no ser humano normal/paciente e seu meio (aspectos éticos, sociais, culturais, estrutura familiar, sexualidade, integração do sistema de saúde, meio ambiente, humanidades, profilaxia, comunicação, entre outros).

Carga horária: 75 horas

Curso: anual

DISCIPLINA MINISTRADA EM OUTRA UNIDADE DA USP


Disciplina: MCG0656 – Estágio Hospitalar Em Cirurgia II

Oferecer ao interno treinamento no campo de clínica cirúrgica nos setores de cirurgia, pronto atendimento, enfermaria geral e ambulatório. O estágio com duração de 08 (oito) semanas visa proporcionar ao aluno condições de treinamento e serão atribuídas de modo intensivo, responsabilidades crescentes na assistência ao doente sempre sob supervisão docente. Ao termino do estágio deverá o aluno realizar sem dificuldades na área de clínica cirúrgica: observação clínica, estabelecendo o raciocínio clínico, interpretar os dados semiológicos e laboratoriais pertinente e formular adequadamente o diagnóstico e o esquema terapêutico; executar a propedêutica laboratorial e instrumental adequada e interpretar os exames subsidiários relacionados à área de Clínica Cirúrgica. Descrever e executar os princípios básicos de tratamento das afecções cirúrgica; realizar intervenções cirúrgicas de nível ambulatorial e enfermaria (cirurgias de pequeno porte).

Local: Hospital Universitário/USP

Carga horária: 300 horas

Curso: Semestral

Disciplina: MCG0669 – Primeiros Socorros e Sobrevivência em Alto Mar

A disciplina de Primeiro Socorros e Sobrevivência no Mar tem por objetivo fornecer aos alunos do curso de graduação em Oceanografia as noções de pronto socorro e atendimento primário das urgências que possam ocorrer no dia a dia das tripulações embarcadas, bem como conhecimentos básicos de sobrevivência, em especial em alto mar.

Local: Instituto Oceanográfico/USP

Carga horária: 8 horas

Curso: Semestral

0900113 – Biossegurança e Primeiros Socorros

A disciplina é dividida em dois módulos, no primeiro modulo são vistos alguns conceitos, legislação e bioética em Biossegurança. Identificação e prevenção dos principais grupos de riscos a saúde humana, animal e ambiental. Práticas seguras de manuseio e descartes de produtos biológicos, químicos e animais de laboratório. No segundo modulo abordados conceitos e metodologias de Primeiros Socorros, baseados no sistema ATLS, fornecendo ao aluno as informações necessárias para o reconhecimento da gravidade da situação, gerenciamento do local do acidente e início do tratamento do politraumatizado. Reconhecimento das principais entidades clínicas emergenciais. Proporcionar condições para se efetuar o first aid. Reconhecer a PCR e iniciar a ressuscitação cardíaca e cerebral.

Local: Faculdade de Ciências Farmacêuticas/USP

Carga horária: 45 horas

Curso: Semestral