O ensino de técnica cirúrgica para os alunos do curso médico da FMUSP tem como objetivo preparar o futuro médico oferecendo uma base ampla de conhecimentos na prevenção, manutenção e restauração da saúde, que inclua, entre as últimas, as habilidades básicas em procedimentos cirúrgicos mais comumente utilizados na prática médica.

Desta forma, não há o intuito de formar durante a graduação um médico com uma noção profunda das habilidades cirúrgicas, mas sim um profissional capacitado para o trabalho com as doenças e situações do cotidiano e emergências, traumáticas e não traumáticas, mais frequentes da população.

Assim, as disciplinas ministradas durante a graduação de medicina, sob a coordenação do departamento de cirurgia, associam aos conhecimentos de técnica cirúrgica, noções profundas das bases cirúrgicas objetivando preparar o aluno para a desenvolver habilidades de maneira segura.

Para tanto, no desenvolvimento destas habilidades a disciplina possui um amplo arsenal de ensino, incluindo modelos plásticos, material “ex vivo” e animais de experimento, utilizados para o desenvolvimento do aluno, com a utilização dos mesmos realizada de forma progressiva.

Esta formação atende as necessidades profissionais dos alunos egressos da faculdade, principalmente pelo fato de que a maior parte do primeiro atendimento de emergência e urgência, tanto na área clinica como na cirúrgica, prestado à população, em todas as regiões urbanas e rurais do Brasil, é realizada por médicos recém-formados sem a necessidade de especialização ou residência médica.

Portanto, um treinamento específico e dirigido deve ser dado aos alunos de graduação e futuros médicos de modo que a população tenha a qualidade de assistência dentro dos padrões éticos e técnicos definidos pelas diretrizes nacionais curriculares do curso de graduação em medicina, instituída pelo Conselho Nacional de Educação, Câmara de Educação Superior. Resolução CNE/CES Nº 4, de 7 de novembro de 2001.